quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

PARE DE FUMAR, O CIGARRO APODRECE O CÉREBRO


O cigarro 'apodrece' o cérebro ao danificar a memória, o aprendizado e o raciocínio lógico, segundo um estudo feito por pesquisadores da universidade King's College London.

A pesquisa feita com 8,8 mil pessoas com mais de 50 anos mostrou que alta pressão sanguínea e estar acima do peso também afetam o cérebro, mas não na mesma medida.


Cientistas envolvidos na pesquisa afirmam que as pessoas precisam perceber que o seu estilo de vida afeta tanto a mente quanto o corpo.


A pesquisa foi publicada na revista científica Age and Being.


Os pesquisadores investigaram o elo entre o cérebro e as probabilidades de ataque cardíaco e derrame.


Os voluntários da pesquisa – todos com mais de 50 anos – participaram de testes de memorização de novas palavras. Eles também eram instigados a dizer o maior número de nomes de animais em um minuto.


Os mesmos testes foram realizados após quatro anos e depois oito anos.


Os resultados mostraram que o risco de ataque cardíaco e derrame "estão associados de forma significativa com o declínio cognitivo". As pessoas com maior risco foram as que mostraram maior declínio.


Também foi identificada uma "associação consistente" entre fumo e baixos resultados no teste.


"O declínio cognitivo fica mais comum com o envelhecimento e para um número cada vez maior de pessoas interfere com o seu funcionamento diário e bem-estar", diz Alex Dregan, pesquisador que trabalhou no estudo.


"Nós identificamos uma série de fatores de risco que poderiam ser associados ao declínio cognitivo, e todos eles podem ser modificados. Nós precisamos conscientizar as pessoas para a necessidade de mudanças de estilo de vida por causa do risco de declínio cognitivo."


Para Simon Ridley, pesquisador da entidade Alzheimer's Research UK, o declínio cognitivo ao longo dos anos pode levar a doenças como demência.


Outra entidade britânica de estudo do Alzheimer – a Alzheimer's Society – emitiu uma nota na qual elogia o estudo da King's College London.


"Todos sabemos que cigarro, alta pressão sanguínea, altos níveis de colesterol e alto índice de massa corpórea fazem mal ao coração. Essa pesquisa acrescenta vários indícios de que isso pode fazer mal à cabeça também."

Fonte: BBC

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

ULTRA TRAINING NO PARQUE BARIGUI


ULTRA TRAINING

Treinamento Desportivo

Há seis anos, quando estava próximo do alto rendimento no futebol como jogador, surgiu-me uma pergunta que intrigava meus pensamentos todos os dias: Qual é o nosso limite? Até onde podemos chegar? 

Após abandonar o futebol por problemas de saúde, dediquei-me à área de Educação Física, e em 2012, juntamente com o professor Rafael Vilha, fundamos a empresa Ultra Training Treinamento Desportivo. Realizamos treinamentos no Parque Barigui, nas segundas e quintas-feiras durante o final da tarde, com o grupo de futebol que busca condicionamento físico para melhorar suas ações no futebol, evitar lesões e manter uma boa qualidade de vida. A idade dos alunos varia de 18 a 45 anos.

Da mesma forma, oferecemos treinamento personalizado nos demais dias para atletas amadores e profissionais. Também realizamos um trabalho de transição para os atletas que estão retornando de alguma lesão após o tratamento fisioterapeutico, para que retornem com segurança ao esporte. 
 
 
Hoje temos o prazer de trabalhar com jogadores de futebol, tenistas, triatletas e jogadores de futebol americano.

Nosso objetivo é preparar o atleta para atingir seu potencial máximo e executar suas funções dentro do esporte com excelência, seja ele esporte cíclico ou acíclico. 

“Ouse conhecer seus limites”

Prof.Marcos Junior
Contato: (41)9999-5489

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Estudo liga consumo de fast-food a aumento de asma e eczema entre crianças

Comer fast-food três vezes por semana pode levar crianças a contrair asma ou eczemas, segundo uma pesquisa que analisou padrões de dietas e doenças globais.

O estudo, que analisou dados de 500 mil crianças de mais de 50 países, indicou que comiam fast-food - como hambúrgueres - com regularidade, corriam mais risco de sofrer condições alérgicas como asma severa, eczemas, coceira nos olhos e olhos lacrimejantes.

As conclusões, publicadas na revista especializada Thorax, afirma que alimentos do tipo fast-food contêm altas doses de ácidos gordos transsaturados, conhecidos por afetar a imunidade.

Mas a pesquisa indica ainda que o consumo de frutas pode ajudar a reduzir os efeitos negativos do consumo excessivo de comidas tipo fast-food, já que futas são ricas em antioxidantes e outros componentes benéficos.

De acordo com o estudo, crianças no início da adolescência que comiam fast-food de três ou mais vezes por semana tinham 39% mais riscos de sofrer de asma severa. E crianças com entre seis a sete anos, tinham 27% a mais de chances de sofrer dessa condição.

Efeito de frutas

O consumo de três ou mais porções de frutas por semana reduz o risco de asma, eczema e rinoconjuntivite em 11% a 14%.

Os autores do estudo, Inneas Asher, da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, e Hywel Williams, da Universidade de Nottingham, na Grã-Bretanha, afirmam que as conclusões da pesquisa ''têm grande importância para a saúde pública devido ao aumento mundial de consumo de fast food''.

Em determinados casos, alimentos como leite bovino, ovos, peixe, mariscos, produtos de levedura, nozes e alguns corantes e conservantes, podem agravar os sintomas.

Malayka Rahman, da entidade Asthma UK, afirma que pesquisas mostram que os hábitos alimentares de uma pessoa podem contribuir para o risco de elas desenvolverem asma e que uma dieta saudável pode ter efeitos benéficos.

''As evidências sugerem que as vitaminas e antioxidantes encontrados em frutas e legumes frescos têm um efeito benéfico sobre a asma, portanto aconselhamos as pessoas com asma a manter uma dieta saudável e equilibrada, incluindo cinco porções de frutas ou legumes todos os dias, os peixes mais do que duas vezes por semana, e feijões mais do que uma vez por semana", comenta Malayka Rahman.

Fonte: BBC

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Empresa americana quer investir no Paraná durante a Copa 2014


Curitiba. Secretário Mario Celso Cunha recebeu representantes da empresa
Freeman no Palácio das Araucárias (foto:
Osvaldo Ribeiro - AENPr)
A empresa americana Freeman, uma das maiores de marketing internacional, está interessada em investir no Paraná, visando os eventos paralelos da Copa do Mundo de 2014. Representantes do grupo reuniram-se terça-feira (16) com o secretário de Estado para Assuntos da Copa de 2014, Mário Celso Cunha.

“Queremos trabalhar com os parceiros do Paraná pela credibilidade que o governo atual apresenta, e também pelo potencial da cidade de Curitiba, que visa muito a sustentabilidade, uma das nossas preocupações”, afirmou Tony Allen, Director Business Development Audio Visual Solutions.

“Nossa empresa, que é a maior em eventos esportivos nos Estados Unidos, trabalha muito com a emoção que envolve os eventos, conseguindo grandes resultados em exposição na mídia”, disse John Reed, Director Corporate Events, que atuou por mais de 10 anos no Grupo Disney. “Nós trabalhamos com subcomitês nas Olimpíadas de Londres e sabemos da importância de atender as demandas, envolvendo as empresas e os clientes com as quais a Freeman trabalha”, completou Reed.

Os representantes da empresa estavam acompanhados do diretor da Elite Card, Cristiano Milek, executivo que atua junto à Disneyworld, e Eliel Rosa, diretor do Instituto Internacional para o Desenvolvimento Local.

Segundo Eliel Rosa, no mês de maio será realizada a Feira Internacional de Negócios, em Orlando (Flórida), cidade-irmã de Curitiba. “Nós pretendemos oferecer, de forma gratuita, um estande para a promoção do Paraná e esperamos contar com a presença do governador Beto Richa, que é nosso convidado especial para este megaevento internacional”.

Para Mario Celso, este é o início de uma conversa que poderá gerar bons frutos para a sociedade paranaense. “Temos a intenção de envolver outras secretarias de Estado, como Indústria, Comércio e Assuntos para o Mercosul, Turismo, Saúde, Segurança, Esporte e outros setores que podem integrar este projeto internacional”, ressaltou o secretário da Copa.

No período da tarde o grupo visitou o Parque Barigui, onde será instalada a estrutura do Fan Fest da Copa 2014, e também estiveram reunidos com a diretoria da Associação Comercial do Paraná e com o secretário municipal da Copa, Reginaldo Cordeiro.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná.

Copa 2014 fica sem projeto das arenas culturais

Em reunião realizada em Brasília nesta quinta-feira (17), com a presença da Ministra da Cultura Marta Suplicy, representantes da Fifa, secretários municipais e estaduais da Copa 2014, e Cultura, foi decidido pelo cancelamento do projeto Arenas Culturais, ação que estava prevista para as 12 sedes da Copa 2014.

Em comum acordo como Comitê Organizador Local, o Ministério da Cultura vai trabalhar com quatro eixos culturais, envolvendo artes, criativo e diverso, apresentando a diversidade cultural dentro do espaço das Fan Fest. Em Curitiba será o Parque Barigui.

“Não há dinheiro no mundo que compre a exposição que a Copa proporciona ao País”, disse a ministra da Cultura, que pediu apoio e parceria das cidades-sede, principalmente nas atividades como Fan Fest, enfeites de ruas e locais de public view. “Vamos preparar uma grande agenda cultural, proporcionando um legado com participação intensa dos governos municipal e estadual”, ressaltou Marta Suplicy, revelando que nos próximos dias será lançado o programa ‘Nuvem da Cultura’, um grande banco de dados da área cultural.

Segundo o secretário estadual para Assuntos da Copa do Mundo da Fifa 2014, Mario Celso Cunha, o ministério da Cultura fechou compromisso de ajudar, pelo menos seis das 12 sedes, financeiramente nos projetos e editais das Fan Fest, através de uma empresa contratada. “O projeto da Fan Fest apresentado pela sede de Curitiba, através do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), é modelo nacional”, afirmou o secretário.

Segundo a secretária executiva do ministério da Cultura, Jeanine Pires, “o importante é deixar um grande legado de imagens e conhecimento”, revelando que o ministério fará um encontro nos dias 27, 28 e 29 de janeiro de 2013, em Brasília, com a participação da presidente Dilma Rousseff, ministros e prefeitos das 12 sedes. “No dia 28 será lançado o poster oficial da Copa 2014”, disse Jeanine.

De acordo com o assessor técnico da Fifa, Estevão Sanchez, “o apoio do COL para as atividades culturais dentro das Fan Fest é oficial. Estádio e Fan Fest são alvos diretos da mídia e do público que participa de uma Copa do Mundo”, completou.

Até o dia 31 de janeiro serão trabalhadas as estruturas culturais de todas as sedes, para finalizar os projetos. “Em fevereiro visitaremos pessoalmente cada local para ajustes e conhecimento das particularidades de cada cidade”, disse a assessora para Assuntos da Copa 2014 do Ministério da Cultura, Fernanda Hummel.
 
Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Óculos espelhados e coloridos: modelos, dicas para usar

Os óculos espelhados estão de volta. Veja alguns modelos e siga dicas para usá-los.

Já se sabe que a moda procura inspirações passadas para criar tendências. Estamos vivendo um momento fashion com muita ênfase nas características vintage. Os modelos revisitados remontam aos anos 50, 60, 70 e, também 80. Nesta última década, estiveram entre os acessórios mais usados os óculos espelhados e coloridos. Os jovens desta época os utilizaram como forma de ter um visual moderno e estiloso, em ambientes descontraídos e informais. Os óculos fizeram sucesso, até o começo dos anos 90.
Moda praia, ainda mais estilosa com óculos espelhados e coloridos
(Foto: Divulgação)

A partir de então, inúmeros outros modelos foram criados. Entretanto, no ano passado os óculos de sol espelhados voltaram, com força, à moda. Repaginados, adaptados ao estilo contemporâneo, este acessório tornou-se amado e odiado, por muitos. Há quem julgue que o look colorido e altamente refletor das lentes interfira, negativamente, no visual. Porém, os adeptos têm mostrado por aí que é perfeitamente possível aderir à tendência, de forma equilibrada, moderníssima e descontraída, tornando estes óculos uma perfeita tradução do estilo antenado e diferente, característico de muitos homens e mulheres.
Modelos de óculos espelhados

Pode-se dizer que quase todos os modelos em armações atuais já ganharam sua versão espelhada e colorida. Portanto, o acessório pode se encaixar, perfeitamente, no estilo de cada pessoa. Esta é uma grande vantagem e estímulo ao uso, pois sabemos que nem todos os modelos caem bem, em qualquer formato de rosto. Homens e mulheres encontram diferentes modelos, a seu favor. Inclusive, para quem gosta de um estilo fortemente vintage, existem também óculos de gatinho espelhados e coloridos. Além disso, existem modelos aviador, redondos, quadrados, os wayfarer (super retrô), entre outros.

 
Equilíbrio de cores é aposta certeira
(Foto: Divulgação)
Dicas para usar

Apesar de a moda ser bastante livre e permissiva, não se pode negar que a tendência dos óculos espelhados requer cuidados. Estamos vivendo dias propícios a eles, pois suas lentes costumam refletir, mais do que em outros óculos, os raios ultravioleta. Portanto, em primeiro lugar, é imprescindível investir em produtos de boa qualidade, preservando a saúde dos olhos. A partir disso, vale a pena observar as roupas que irão compor o look.
Variedade em modelos se adapta ao gosto de homens e mulheres
(Foto: Divulgação)
 
De forma simples, basta não exagerar no restante do visual, já que os óculos coloridos e espelhados chamam, muito, atenção. A dica é dar preferência por cores neutras. Nada impede, por exemplo, um look totalmente branco ou preto, com acessórios coloridos, desde que tais acessórios tenham cores iguais às dos óculos. Blusas, camisetas ou vestidos monocromáticos são apostas certeiras, em caso de dúvidas. Basta lembrar que o menos é sempre mais, quando se usam óculos espelhados. Assim, o visual não ficará over, resultando num look estiloso, moderno e equilibrado.
 
Fonte: Mundo das Tribos

domingo, 20 de janeiro de 2013

PATINS, ENCONTRE O SEU.

Tipos de Patins

Existem várias modalidades dentro da patinação:

- Freestyle (estilo livre)
- Speed (corrida)
- Hóquei
- Street (manobras radicais de rua)
- Vertical (manobras radicais realizadas em rampas grandes em forma da letra U – chamadas de Half Pipes)
- Patinação Artística
- Freestyle Dancing (dança sobre patins)
- Ainda tem Basquete e Futebol sobre patins etc.

 
Recreação

Indicados para o uso esporádico de crianças ou adultos leves. Com exceção de rodas e rolamentos, todo o restante do patins é em plástico reforçado, portanto reduzindo drasticamente a durabilidade, eficiência, agilidade e velocidade. Muitas pessoas optam por este tipo de patins por serem mais lentos e mais baratos. Porém vale lembrar que o “motor” do patins é a perna do patinador, e que se o novo patinador tomar gosto pela patinação, vai fatalmente querer trocar de patins em pouco tempo. Quanto menos preso for o patins, mais fácil de andar! E vou além: um patins muito lento tira um pouco o prazer da patinação. Porém, com o devido cuidado e uso em superfícies lisas como tábua corrida e granito, estes patins ganham uma sobrevida considerável.



Fitness

É o verdadeiro patins de passeio, estando a grande maioria dos patinadores encaixada neste perfil. O Patins de fitness é identificado por dois aspectos principais (base e bota), até por um leigo. Eles têm a base de alumínio aeronáutico e a bota com cadarço. Eles custam um pouco mais caro que os patins de recreação, mas as vantagem são inúmeras. O Conforto da bota é muito maior, mesmo após horas de uso (os patins de recreação parecem confortáveis, mas deixam de ser com o uso prolongado), até pelo fato de que a bota prende os pés em três pontos: presilha superior na canela, o velcro ou presilha no calcanhar e o cadarço na parte da frente. A base de alumínio ajuda na estabilidade, agilidade, eficiência e velocidade do patins, ou seja, o patinador tem muito mais controle do que em um patins de recreação.


Slalom

Patins ágil para driblagem de cones e para dança sobre patins. O Patins de Slalom é muito parecido com um patins de fitness, porém nele o pé fica preso mais firmemente, as bases são reforçadas e mais curtas e ele não possui freio no calcanhar, obrigando o patinador freiar de outras formas. O patins de slalom é projetado para suportar movimentação lateral brusca, sem que o pé perca apoio. É o patins perfeito para driblar cones, curvas acentuadas e dança sobre patins.

 
Radical

Patins para execução de manobras de impacto, deslize e saltos, na rua, halfpipe ou skatepark. Também conhecidos como Agressivo (Agressive) ou Street. Estes patins possuem uma bota reforçada para impacto, duas ou quatro rodas pequenas por pé e uma base com uma abertura no meio para deslizar. Se o patinador pretende realizar manobras em skatepark, halfpipe ou simplesmente andar pela rua saltando, deslizando, descendo corrimão, então este é o patins certo. Eles não possuem e nem podem possuir freio no calcanhar.


Velocidade

Patins de competição de velocidade, em circuitos fechados (pista ou indoor) ou de rua. O Patins de velocidade é identificado pela bota que se assemelha a uma chuteira de futebol, porém feita com composto de fibra de carbono, uma base de alumínio de alta tecnologia anti-fricção e rodas grandes, normalmente de 100mm. Usar um patins deste tipo requer treinamento específico pois não há boa sustentação no tornozelo. Eles não possuem freio no calcanhar.


Gelo

Patins para patinar no Gelo. Podem ser patins de recreação, fitness, artístico ou velocidade, porém ao invés de rodas, possuem lâminas.


Artístico

Patins para danças e apresentações estilo ballet. Podem ser Inline ou Quad-skates (tradicional com rodinhas paralelas). Os Patins artísticos quad-skates não devem ser utilizados em asfalto; são projetados para uso em cimento liso ou tábua corrida.


Rodas de Plástico

Evite de comprá-los!!! Patins com rodas de plástico não desenvolvem velocidade, atrapalham o aprendizado da técnica, não substituem peças, derrapam excessivamente, provocam quedas por falta de controle, podem criar lesões por esforço excessivo, principalmente em crianças em crescimento. Eles não proporcionam qualquer prazer ao patinar. Cuidado na hora da compra, pois pode ser o barato que sai caro! Estes patins podem custar mais de R$ 200,00, dando a falsa impressão que são patins adequados para o uso.

Fonte: PARAÍBA IN LINE

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

AMIGO DO PARQUE BARIGUI - KARL H. S. DIETZ

A importância da combinação na gestão de recursos humanos. 

Por Karl H. S. Dietz 

É do conhecimento de milhões de pessoas, dentro e fora do nosso país, que o Brasil atualmente se encontra em um dos melhores, senão o melhor período da sua história. Não apenas o crescimento econômico é significativo, bem como infra-estrutura, as oportunidades (como eventos esportivos e festivais expressivos mundialmente), recursos naturais, acessibilidade a novas tecnologias, entre outros. 

Há um crescimento exponencial no mercado imobiliário, nas engenharias elétrica, petrolífera e civil, produções e movimentação de valores. Dessa maneira, temos percebido um novo problema surgindo em nosso cenário nacional: Mão de obra qualificada, ou seja, gente adequada para desempenhar uma função, por mais simples, ou inexpressiva quer seja. 

Lembro me de alguns meses atrás, quando em uma entrevista, o empresário Eike Batista citou, que um dos seus grandes sucessos tem sido a contratação de novos engenheiros, sendo trazidos de outros países. O teor da grande conquista era: Antes, um brasileiro precisava abandonar seu país (para correr em busca de uma colocação justa no mercado de trabalho exterior), agora, com todas as mudanças, o Brasil tem tido o privilégio de ofertar tais oportunidades justas e promissoras, atraindo pessoas do mundo todo. Ou seja, querem vir “beber deste pote”. 

Porém, aqui surge um novo “problema”. Há realmente necessidade de importar essa mão de obra qualificada, para um país com quase 200 milhões de habitantes? Bem, muitos crêem que não. Mas afinal, se não importamos mão de obra, como supriremos a demanda em nosso país? Será realmente que não temos mão de obra qualificada, ou o problema é agravado pela ausência de combinação dos trabalhadores, nas devidas funções no mercado de trabalho? 

O escritor holandês, e CEO founder da Willow Creek, Bill Hybels, em sua obra Liderança corajosa cita a importância dos “Três cês de uma equipe” para edificar uma equipe de trabalho eficiente e sustentável. 

O autor apresenta: Caráter, Competência e Combinação, como sendo a fórmula básica para composição de uma equipe. O caráter é fundamental, afinal na personalidade há a diversidade, mas no caráter não. O caráter é único, afinal a sua base será sempre os valores e princípios da corporação ou cultura local. 

O caráter aponta para a competência, um indivíduo com as devidas competências será certamente a solução exata para funções e tarefas que surgem diariamente. 

Em terceiro lugar, alcançamos o ponto crítico - A combinação. Exatamente nessas alturas do processo seletivo, muitos chegam a conclusão, ou até mesmo a exclusão de que “a mão de obra não foi qualificada”. Entretanto, este é um grande equivoco, presente nas diversas corporações, confundem falta de combinação com mão de obra desqualificada. 

Para Hybels, mesmo que uma pessoa possua um caráter irrepreensível, com uma competência incrível, se ela não tiver a combinação mínima com a equipe ou empresa, esse tal estará desqualificado para qualquer função. Afinal a combinação é fundamental para construção e sustentabilidade de uma rede relacionamentos saudáveis e clima laboral favorável. 

Sem combinação, o risco de perder outros funcionários e componentes da equipe futuramente, será elevado. Desta maneira, antes de mensurar mão de obra qualificada, um bom funcionário será apreciado inicialmente de acordo com a sua capacidade de combinação. 

Em muitas situações, mesmo com funcionários inexperientes, e até mesmo incompetentes para funções mais especificas, a combinação é o elemente chave, que tornará o ambiente favorável ao aprendizado e a construção de resultados, por conquista não mais de uma, ou outra pessoa, mas de uma equipe efetiva, com os “tres cês” em comum, sendo hábito e estilo de vida permanente.

 
AMIGOS DO PARQUE BARIGUI, Karl H. S. Dietz (28) é casado com Aline Dietz (25) há cinco anos. Frequentam diariamente o Parque Barigui em Curitiba/PR para os seus treinos de corrida e alongamentos. Ambos empresários (mercado imobiliário), teólogo, membros do ILI - International Leadership Instituto (Atlanta/GE) e treinadores certificados pela EQUIP/John Maxwell. Ela Jornalista, Ele Mestre em liderança pela Beulah Hights/EUA, Pedagogo, Educador Físico e Agente imobiliário. Palestrante e conferencista internacional, com especialidade em gestão de recursos humanos. Nos últimos dez anos percorreram mais de 20 países, realizando treinamentos e conferências no assunto de liderança. Treinaram e equiparam líderes difundindo valores absolutos, e estabelecendo líderes em potenciais ao redor do mundo. Karl Dietz foi fundador e coordenador do LIDERA - Curso de liderança e Administração da ETM (Escola de Teologia Ministerial, em Curitiba.) Representantes no Brasil da SER Group International, empresa de consultoria em liderança, administração e gestão de recursos humanos. Casal alemão, nascidos no Brasil. Karl é filho e neto de missionários alemães que introduziram o evangelho no Brasil/Sul em 1927. Compõe a 3º geração de missionários servindo a nação por aproximadamente 90 anos. 

Contatos 
 
E-mail – Karldietzmba@gmail.com 
+55 41. 3329-3043 
+55 41. 8537-1470 
Nas redes Sociais 
Facebook – Karl e Aline Dietz’ns 
Twitter – Karl_Dietz Consultoria 
www.KarlAndAlineDietz.Blogspot.com - Diário de Viagen • Conferencia Influência 360º

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Como aliviar e prevenir as dores nos joelhos

 
Das 187 articulações existentes no corpo humano, as articulações dos joelhos são as que trazem mais sofrimento. Neste artigo vou dar algumas dicas de como melhorar e enfrentar o grande problema das dores nos joelhos.

Quase todas as actividades que realizamos sobrecarregam estas articulações, desde o simples caminhar até às actividades mais exigentes, como o exercício físico.
 
Diminua a carga exercida sobre o joelho:

O peso do corpo é o principal factor que causa os problemas nos joelhos. Só para ter uma ideia, cada quilo a mais no nosso corpo equivale a 6 vezes a tensão exercida sobre a zona do joelho. Por isso mesmo, preocupe-se em manter o seu peso regularizado, de forma a prevenir problemas graves nas articulações dos joelhos.
Não use aparelhos para proteger os joelhos:

Especialistas advertem para o perigo das protecções dos joelhos. Estes complexos e caros aparelhos são concebidos para casos muitos específicos, fazendo na maior parte das vezes, mais mal do que bem.


 
Experimente uma massagem calmante:

Existem loções para o joelho, à base de gaultéria por exemplo, que produzem calor, aliviando os sintomas, dando uma boa sensação de conforto ao joelho. Envolvendo o joelho numa faixa plástica, após a aplicação da loção, pode aumentar o calor produzido, sendo uma boa solução para prolongar o seu efeito. No entanto, há que ter cuidado para evitar possíveis queimaduras da pele ou possíveis irritações na mesma.
 
Use analgésicos:

O ibuprofeno é bastante recomendado pelos especialistas, pois reduz a inflamação dos joelhos e proporciona o alívio da dor, sem provocar problemas de estômago associados à aspirina. O acetaminofeno também poderá ser usado, mas contribui em menor escala para a redução da inflamação. Segundo estudos realizados, o ibuprofeno melhora significativamente a mobilidade articular em pessoas que sofram de lesões agudas dos ligamentos dos joelhos. Comparado à aspirina e ao acetaminofeno, o ibuprofeno é mesmo o melhor dos três.
 
Fortaleça o joelho com exercício físico:

O joelho é mantido na sua posição apenas pelos músculos e ligamentos. É por isso importante que se fortaleçam os músculos já que são eles a principal estrutura de suporte. Quem padeça de dor dos joelhos deverá fazer algum exercício físico, mesmo que o deteste, já que este exercício físico será menos doloroso que as próprias dores nos joelhos. Siga os exercícios que se seguem:
 
Reforçador isométrico do joelho:

Tal como dizíamos, o músculo quadricípite e o tendão da curva da perna são os músculos principais a fortalecer com o exercício físico. Para o primeiro, que está na parte anterior da perna, recomenda-se:

Sente-se no chão, com a perna do joelho afectado bem direita. Colocar um rolo, feito de uma toalha, sob a curva da perna e contrair os músculos desta, sem fazer movimentos do joelho. Manter a contracção durante pelo menos 30 segundos e relaxar o músculo. Repetir este exercício durante 25 vezes.
Elevação das pernas na posição sentado:

Para quem tem um ou ambos os joelhos fatigados recomenda-se o seguinte exercício:

Sente-se de costas contra uma parede, com uma almofada para apoio das costas. Encostando-se à parede está a garantir que os músculos das pernas assegurem o levantamento e ao mesmo tempo, que não surjam dores lombares. Nesta posição executar a contracção isométrica descrita anteriormente, durante até 5 segundos. Erguer as pernas alguns centímetros acima do solo, voltando depois à posição inicial. Descontrair os músculos durante uma nova contagem até 5. Este exercício deve ser executado em 3 grupos de 10 repetições cada, não esquecendo da contagem até 5 para o ritmo de execução.

Auxiliar dos bicípites:

Aumentar a força nos joelhos, implica não só o fortalecimento dos quadricípite como também o fortalecimento dos músculos bicípites, que estão localizados na parte posterior das pernas. Convém manter o equilíbrio afim de exercitar os dois grupos.

Para fortalecer os músculos da parte posterior da perna, recomenda-se o seguinte exercício:

Deite-se de barriga para baixo com o queixo no chão. Colocar um peso nos tornozelos, por exemplo, uma toalha com uma ou duas pedras. Dobre as pernas, elevando os joelhos. Eleve a perna, propriamente dita, cerca de 15 a 30 centímetros do chão e volte a baixá-la, com uma paragem de movimento antes de tocar no chão. Repita o movimento com lentidão e firmeza. Repita 3 conjuntos de movimentos o mais confortavelmente possível. Se por acaso, algum dos exercícios provocar dor ou desconforto, deverá parar de imediato!
Alterar o ritmo e frequência do exercício físico:

Recomenda-se aos atletas com problemas crónicos nos joelhos, que alterem o nível de treino ou actividade diária. Se joga ténis, por exemplo, o estado dos seus joelhos tem vindo a piorar, o mais aconselhável é mesmo que largue o ténis e opte por outros desportos, como a natação, ciclismo ou remo, actividades que exigem menores esforços dos joelhos.
Piso de corrida menos duro:

Para os atletas, uma corrida realizada de uma forma errada poderá agravar em muito a situação dos seus joelhos. Alterar o calçado de corrida ou correr num piso mais macio, poderão ser duas grandes ajudas na prevenção ou melhoria do estado dos seus joelhos.
Faça “REGE COM ELE” quanto baste:

Após uma actividade que provoque dor nos joelhos, repouse de imediato a região com dor e aplique-lhe gelo e compressão, mantendo-a elevada durante mais ou menos 20 minutos. O acrónimo REGE COM ELE serve para lembrar estes procedimentos: RE para repouso, GE para gelo, COM para compressão e ELE para elevação.


 
Use gelo sempre que sentir dores:

Não subestime o poder do gelo, já que este é um fabuloso anti-inflamatório e é muito útil em variadas circunstâncias. O primeiro passo para o alívio da dor, deverá ser sempre o uso de gelo, durante 20 a 30 minutos.
 
Faça uso do calor:

Usar uma almofada com aquecimento antes de se iniciar uma actividade, caso não haja inchaço no local, poderá ser benéfico para a realização do exercício com menos dor. No entanto, caso haja ou possa vir a existir inchaço, o calor é algo a não usar.

Após a actividade física não é recomendado o uso de calor, já que este poderá intensificar alguma irritação que já exista no local da dor.
 
Use sapatos com um bom piso:

Uns sapatos em bom estado, amortecem com mais eficácia o choque numa corrida, protegendo o interior do joelho, o pé e a canela e até a anca e a coluna vertebral.

Para atletas que façam mais de 40 quilómetros semanais, aconselha-se a troca de sapatos de corrida de 2 em 2 ou de 3 em 3 meses. Para corredores que façam menos que essa quilometragem, é aconselhada a troca de sapatos de 4 em 4 ou de 6 em 6 meses.

Para os praticantes de dança aeróbica e para os jogadores de basquetebol ou ténis, praticantes durante 2 vezes por semana, pode trocar de sapatos ao fim de 4 a 6 meses. Para quem pratique 4 ou mais vezes por semana, recomenda-se novos sapatos ao fim de 2 meses.
 
O melhor exercício para as dores nos joelhos:

O ciclismo é um dos melhores desportos para manter a forma física e evitar esforços exagerados sobre os joelhos, quando executado com as devidas precauções, como o evitar muitas subidas ou mudanças pesadas na bicicleta. O ideal

O ideal na prática do ciclismo é o pedalar rapidamente em carretos cómodos, ou seja, de menor dimensão possível.
 
Aliviar a dor nos joelhos instantaneamente:

Poderá experimentar libertar-se da dor nos joelhos, fazendo deslizar a mão sobre o joelho e ao longo da face anterior da coxa, durante 7 a 8 centímetros e deslocá-la para dentro mais 5 a 10 centímetros. Com a cabeça do polegar, faça pressão firmemente para baixo, mantendo até sentir a descontracção do músculo. Após levantar o dedo, demora cerca de 30 a 90 segundos a surtir efeito.
 
Descontracção acima de tudo:

O exercício físico de qualidade é preferível que o exercício em quantidade, tendo em especial atenção aos movimentos de descontracção.

O principal do exercício físico é mesmo o aquecimento e a descontracção ou relaxamento. No mínimo deve utilizar cerca de 10 minutos para exercícios de distensão, com objectivo de descontrair ligeiramente os músculos. De seguida optar por exercícios aeróbicos, como a corrida lenta, no mesmo local, ou marcha. Depois estique-se no chão e tente contrabalançar o efeito dos repetidos esforços a que os joelhos foram sujeitos.

Um bom exercício de distensão, que pode ser usado após o trabalho por exemplo, é o seguinte: 
 Deitado de costas, puxe os joelhos até ao queixo. Depois estenda uma perna para cima, como se estivesse a empurrar o tecto com o calcanhar. Prolongar durante uma contagem até 10 e descansar de seguida. Repetir com a outra perna.

Fonte: 
Ricardo Lérias - Dicas Caseiras

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A PELE E O SOL

 
Bronzear sem queimar
 
Se você não abre mão do bronzeado...

São poucos os que resistem a ganhar uma corzinha durante as férias de verão. Sair da praia com a mesma cor que chegou dá a sensação de que ficou faltando algo. Este conceito é resultado do culto ao bronzeamento, muito comum no Brasil, onde o encontro social acontece nas praias e piscinas, principalmente durante o verão, e muitos acham que a pele bronzeada tem um aspecto mais saudável...

Se você não quer abrir mão do sol de jeito nenhum, vamos ajudá-lo a sair das férias bronzeado, mas sem descascados e ardidos, prejudicando menos a sua pele. Compreenda que, para se bronzear, você não precisa se queimar! Queimaduras repetidas ao longo dos anos podem levar ao câncer e devem ser evitadas. Entre 10 e 16 horas aumenta muito o ultravioleta B, causador das queimaduras solares, portanto, neste horário, proteja-se sempre!

Já o ultravioleta A, o mesmo usado nas câmaras de bronzeamento, não causa queimaduras, mas bronzeia. Está disponível antes das 10 e após as 16 horas em grande intensidade. No entanto, lembre-se de que esta radiação, além de envelhecer sua pele precocemente causando manchas e rugas, também predispõe ao surgimento do câncer. Expor sua pele ao sol em demasia é um risco que pode trazer consequências sérias futuramente e o prejudicado será você.  
 
 
Como se bronzear sem se queimar...

Antes de mais nada, nunca tente adquirir a cor de um verão inteiro no primeiro dia de férias. Você deve entender que o bronzeado só vai começar a aparecer 48 a 72 horas após a primeira exposição solar. Este é o tempo necessário para que a melanina (pigmento que dá cor à pele) seja produzida e liberada pelas células. É um processo gradual e não adianta exagerar no sol para tentar apressá-lo.

Proceda assim: durante a primeira semana, chegue na praia antes das 9 horas, exponha-se por 20 minutos ao sol e então aplique generosamente o protetor solar, sempre com FPS 15 ou maior. Lembre-se de que o protetor leva de 20 a 30 minutos para atingir sua proteção máxima e de que, mesmo com filtro solar, uma parte da radiação ultravioleta está atingindo sua pele e estimulando o bronzeamento. Reaplique o protetor a cada 2 horas ou sempre que mergulhar ou suar muito. Não esqueça de usar bonés e barraca de praia, principalmente no horário entre 10 e 16 horas.

Se você não consegue acordar cedo nas férias, e chega na praia sempre no pior horário, aplique o filtro solar assim que chegar. Como ele vai levar 20 a 30 minutos para agir e a intensidade de radiação solar neste horário é muito maior, você já estará recebendo estímulo suficiente para o bronzeamento, que vai aparecendo aos poucos.

Acredite e experimente, em poucos dias você estará com a cor desejada e sem queimaduras. É fácil ver se está funcionando. A partir do terceiro dia, verifique sua marca de biquini ou calção, você vai ver a diferença. Uma vez que você adquiriu seu bronzeado, basta continuar o esquema acima para manter a cor e sua pele estará mais saudável, sem o sofrimento das queimaduras e sem descascar.

Mas veja bem, se você tem fototipos I e II (conheça o seu fototipo), dificilmente você se bronzeará, portanto, não adianta insistir, você só vai danificar a sua pele. No seu caso, você deve assumir sua condição e buscar outro padrão de beleza, que já começa a ganhar força no meio artístico e da moda, a pele branca, sem manchas.  
 
Auto-bronzeadores: uma opção para o bronzeamento

Os auto-bronzeadores, são cremes ou locões com dihidroxiacetona, substância que provoca uma reação química na pele, escurecendo-a. Esta reação provoca a pigmentação da camada mais externa da pele (camada córnea), dando uma cor semelhante à do bronzeamento. Os produtos não estimulam a produção da melanina, pigmento que dá a cor natural da pele portanto, na verdade, não estão bronzeando, apenas tingindo a camada córnea.

Não causam mal algum, a não ser naqueles que tenham alergia ao produto. O inconveniente é que, em algumas pessoas, a coloração resultante não fica muito natural, por isso recomenda-se experimentar o produto em uma pequena parte da pele para ver se a cor fica boa e aí então aplicar no resto do corpo. O produto deve ser reaplicado em intervalos que variam de 2 a 5 dias para se manter a cor, e são uma boa opção para aqueles que não dispensam uma "corzinha" no verão mas querem manter a pele saudável.

Os auto-bronzeadores não devem, entretanto, ser confundidos com protetores solares pois a coloração resultante do seu uso nao confere proteção contra o sol.

FONTE: Dermatologia.net

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Praticar exercícios regulares pode aumentar 6 anos de vida

Que praticar exercícios faz bem á saúde todo mundo sabe. Mas um estudo da Queen’s University, em Ontário, no Canadá, mostra que ser fisicamente ativo é sinal de uma vida mais longa, segundo informações do site Huffington Post. De acordo com o estudo canadense publicado no American Journal of preventive Medicine, pessoas que praticam pelo menos duas horas e meia de exercícios por semana vivem, em média, seis anos a mais.

Além disso, as mulheres negras são as que mais se beneficiam das atividades regulares. "Fomos capazes de mostrar que, se as mulheres negras fazem uma hora de atividade, como corrida ou natação, é possível aumentar suas vidas por 11 horas", disse o autor do estudo Ian Janssen em um comunicado.

Janssen analisou o estado de saúde dos norte-americanos entre os anos 1990 a 2006, incluindo as taxas de morte e pesquisas sobre atividade física. Embora não seja tão relevante quanto para mulheres negras, o estudo mostrou que homens caucasianos que eram ativos aos 20 anos ganhavam dois anos a mais de vida em comparação com os inativos. Enquanto isso, mulheres caucasianas ativas na mesma idade poderiam viver três anos a mais do que as demais.

Ainda assim, o relatório não mostra se essas pessoas tiveram que permanecer ativas durante o resto de suas vidas para obter esses anos extras.

De acordo com a nutricionista Rovenia M. Brock, a prática de exercícios é importante, mas é responsável apenas a 20% do aumento da longevidade e qualidade de vida. Os outros 80% correspondem a boa alimentação.
 
Fonte: Portal Terra

sábado, 12 de janeiro de 2013

ATENÇÃO CORREDORAS DO PARQUE BARIGUI

Correr sem top adequado pode causar flacidez nos seios

O movimento dos seios durante a prática de exercícios como a corrida pode provocar a distensão das fibras de colágeno do tecido mamário.

O "balanço" contribui para a flacidez dos seios, acelerando a sua queda, caso não se use um top com sustentação adequada, de acordo com Jomar Souza, médico do esporte e presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.

Para Souza, os efeitos são sentidos a longo prazo. "Com o impacto da corrida, se as mamas não estão protegidas, as fibras de colágeno vão se estirar e se tornar menos resistentes. Ao longo dos anos, isso pode fazer com que as mamas caiam. A olhos vistos, a primeira coisa que a mulher pode perceber são estrias."
 
Mulher correndo no parque Ibirapuera, em São Paulo

Mulheres praticantes de outros esportes também precisam ter atenção ao uso de tops, segundo Moisés Cohen, ortopedista, professor da Unifesp e diretor do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte. "A flacidez não é uma consequência da corrida em si, mas sim reflexo do movimento dos seios, que acontece também em atividades com saltos."

Para corredoras que possuam prótese de silicone nos seios, a orientação é checar com o cirurgião plástico que cuidados devem ser tomados. "É preciso verificar com o médico se a prótese colocada suporta bem esse balanço", diz Souza.

Segundo o médico, apesar do efeito sobre os seios, é incorreto dizer que a corrida causa flacidez em outras partes do corpo que também estão sujeitas a balançar durante a atividade, como a pele do rosto e os glúteos. "Nessas regiões não se tem tecido com peso necessário para causar estiramento das fibras", afirma Souza.

Tathiana Parmigiano, ginecologista especializada no atendimento de esportistas, alerta que mulheres atletas que se alimentam mal e não se hidratam o suficiente podem ter a firmeza da pele prejudicada como um todo.

"Pode haver uma queda nos níveis de estrogênio [hormônio feminino], provocando uma desidratação da pele a nível celular, o que leva a uma perda de elasticidade." Para Parmigiano, no entanto, o exercício sozinho não causaria flacidez.

RISCO DE LESÕES

Correr com sustentação insuficiente nos seios eleva significativamente a força exigida das pernas, aumentando o impacto contra o chão em até 27%, o que faz crescer o risco de lesões.

As conclusões foram encontradas pelo Grupo de Pesquisa da Saúde da Mama da Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, que, desde 2005, analisa em laboratório mulheres com seios de diferentes tamanhos realizando exercícios físicos e atividades cotidianas.

De acordo com as pesquisas, tops esportivos reduzem a atividade do músculo peitoral em torno de 55%.

Em seus estudos, o grupo conseguiu mapear a trajetória do movimentos dos seios, que, além do deslocamento no sentido vertical --o mais fácil de ser notado--, também se movem para os lados e de dentro para fora durante os exercícios.

O "desenho" do deslocamento dos seios aproxima-se ao formato de uma borboleta ou de um número oito. "Eles se movem independentemente do corpo durante a corrida, sendo que 50% do movimento ocorre na direção vertical, 25% para frente e para trás e de 25% no sentido lateral", diz Debbie Risius, pesquisadora sênior do grupo, em entrevista à Folha.

Os efeitos em relação à flacidez dos seios, contudo, ainda não foram pesquisados pelo grupo. "Sentir dor no seios durante o exercício, naturalmente, pode indicar algum dano aos tecidos, no entanto não temos certeza dos efeitos a longo prazo", diz Risius.

Até 72% das mulheres, segundo estimativas do grupo, apresentam dor nos seios durante a prática de exercícios.

TOP DE COMPRESSÃO

Com preços que chegam a R$ 160 --em média, três vezes mais caros do que um modelo comum--, os chamados tops de compressão prometem que os seios balancem o mínimo possível durante o exercício. O diferencial dessas peças, fabricadas por marcas de artigos esportivos, é o tecido mais firme, que "prende" melhor os seios.

Apesar de ter de ficar justo, o top precisa, especialmente, ser confortável de vestir. "Se ficar muito apertado, pode causar dor, assaduras na pele e até limitar o movimento respiratório", alerta Souza, que indica que as corredoras tenham tops que se ajustem bem também no período menstrual, quando os seios costumam ficar mais inchados e doloridos.

Para Adriana Piacsek, treinadora especializada em corrida para mulheres, o modelo de top deve ser escolhido de acordo com a preferência de cada corredora. "Tem gente que gosta mais do modelo nadador [em formato de "x" nas costas], porque dá um suporte maior, mas tem outras que preferem alças retas. O importante é se sentir bem."

Fonte: Folha de São Paulo
Texto de Giuliana de Toledo - Colaboradora da Folha de São Paulo
Foto: Joel Silva - Folhapress

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

NESTE DOMINGO MANOCCHIO DEFENDE TÍTULO EM PUCÓN

ENTREVISTA DO AMIGO DO PARQUE BARIGUI GUILHERME MANOCCHIO PARA 3 ZONE - TRI SPORT MAGAZINE - 07.01.2013

Atual campeão do Ironman 70.3 de Pucón, o paranaense Guilherme Manocchio conta aqui como foi sua preparação para defender o título na prova chilena, que acontece no dia 13 de janeiro, e fala também um pouco da sua programação para 2013.

Em 2012, você começou o ano com o pé direto, vencendo seu primeiro título de 70.3 na carreira em Pucón. Está indo este ano com a responsabilidade de defender o título. Isso pesa de alguma forma?

MANOCCHIO: Ano passado realmente comecei muito bem, mas ao decorrer do ano não tive a constância desejada, como vinha fazendo. Como defensor do título de 2012, me preparei bem para prova, mas sem exageros. Quero ter um ano muito consistente. Estou bastante satisfeito com meu equipamento para prova e isso é um ótimo aliado psicológico. Estou gostando da “pressão” de defender o título. É uma novidade boa, mas estou ciente de que é o único título internacional que já tive, enquanto que outros atletas que largarão comigo venceram inúmeras provas.

Como você avalia o ano de 2012 e o que você espera para 2013?

MANOCCHIO: O ano de 2012 foi de aprendizado. Depois de uma base extraordinária nos primeiros meses do ano, na qual extrapolei até mesmo os limites do meu corpo, acabei sacrificando muitas provas e fiquei insatisfeito com meu resultado. Contudo, como tudo tem dois lados, agreguei conhecimento e inteligência para entender como meu corpo funciona. Espero usar isso a meu favor em 2013, sem exageros, mas com a disciplina de sempre.

Esta será sua terceira participação em Pucón. Além da vitória em 2012, você já havia participado em 2007, quando foi top 5. É uma prova difícil.

Que experiência você carrega dessas duas participações que acredita que pode fazer a diferença em 2013?

MANOCCHIO: Pucón é uma delícia. Isso é o que eu realmente acho. Gosto da pequena vila, que é a cidade, gosto do clima, do astral da prova, do percurso difícil, do visual. Essas coisas me motivam a competir lá. Em 2007 foi minha primeira vez e fiquei assustado com a dificuldade do percurso. O ciclismo e a corrida são duros mesmo! Ano passado já sabia disso e usei a meu favor. Este ano vejo muitos competidores fortes inscritos e vou com a filosofia de dar o meu melhor, independentemente de qualquer coisa. Acho interessante me comparar com bons atletas já no início do ano para ver o que posso melhorar e o que está fluindo bem nos treinos.

Está treinando especificamente para esta prova desde quando? Como foram os treinos? Qual foi sua última prova do ano e como foi seu descanso para retomar os treinos?

MANOCCHIO: Estou treinando para Pucón sim, mas não quis apressar muito as coisas como no ano passado. Ano passado eu quase somente pedalei em dezembro e janeiro. 
Este ano procurei enfatizar a natação e o corrida de forma equilibrada com o ciclismo. Dessa vez comecei a treinar no final de novembro, duas semanas antes do SESC Tramandaí. Não gostei muito da minha participação lá, embora fosse uma prova com vácuo liberado. Depois, dia 09/12, fiz o Paranaense Olímpico e já me senti melhor, com um ciclismo muito consistente, o que me deixou satisfeito. Procurei dar uma melhorada na minha corrida para Pucón porque acho que vou precisar. Quanto ao polimento, esta semana vou pegar mais leve para deixar meu corpo mais ansioso pelo desafio.

Já tem alguma estratégia pronta para a prova?

MANOCCHIO: Não tenho estratégia definida. Tem alguns adversários que nadam muito bem, outros pedalam muito bem e ainda muitos correm muito bem. Portanto, espero apenas dar meu melhor e estar o mais próximos dos líderes durante o trajeto. O que mudei este ano é que procurei correr com mais qualidade durante os treinamentos. Espero que faça a diferença.

O que já tem programado para a temporada de 2013?

MANOCCHIO: Será o ano que me dedicarei muito para o Ironman Brasil. Fico tão empolgado com o astral dessa prova que não poderia ser diferente. Então pretendo fazer algumas provas nacionais e depois do Ironman Brasil com bastante qualidade. Quem sabe tentar pontuar em mais alguma coisa no segundo semestre pensando em uma possível vaga para o Ironman do Havaí. Mas primeiro vamos competir por aqui. Pucón, Internacional de Santos, SESC Caiobá, Brasileiro de Longa, um Iron 70,3 ou Long de Caiobá e o Iron Brasil. Depois, veremos o segundo semestre.
 
FONTE:  http://3zone.com

Mundos dos Infláveis do Kinder Park no Parque Barigui




De 11 de janeiro a 13 de fevereiro o Expo Renault Barigui recebe o Mundos dos Infláveis - Kinder Park, diariamente, das 13h30 às 20h30, as crianças podem brincar em camas elásticas, tobogã gigante, pula-pula, futebol inflável, high jump, Titanic, João bobo, galo inflável, fazendinha, tobogã golfinho, chute a gol e basquete, entre outras atrações. Para crianças até cinco anos, há ainda a área baby.

Informações:
Kinder Park - (41) 3029-7474 | www.kinderpark.com.br
 

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

CALENDÁRIO NACIONAL DE CORRIDAS DE RUA

janeiro 2013
12/01
-
12/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
13/01
-
16/01
-
17/01
-
19/01
-
19/01
-
19/01
-
19/01
-
19/01
-
19/01
-
19/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
20/01
-
23/01
-
25/01
-
25/01
-
25/01
-
26/01
-
26/01
-
26/01
-
26/01
-
26/01
-
26/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
27/01
-
30/01
-
31/01
-
31/01
-
fevereiro 2013
02/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
03/02
-
09/02
-
10/02
-
10/02
-
16/02
-
16/02
-
16/02
-
16/02
-
16/02
-
17/02
-
17/02
-
17/02
-
17/02
-
17/02
-
17/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
23/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
24/02
-
27/02
-
28/02
-
março 2013
02/03
-
02/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
03/03
-
09/03
-
09/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
10/03
-
16/03
-
16/03
-
16/03
-
16/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
17/03
-
23/03
-
23/03
-
23/03
-
23/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
24/03
-
27/03
-
28/03
-
28/03
-
30/03
-
31/03
-
31/03
-
31/03
-
31/03
-
abril 2013
07/04
-
07/04
-
07/04
-
07/04
-
07/04
-
07/04
-
07/04
-
13/04
-
13/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
14/04
-
20/04
-
20/04
-
20/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
21/04
-
24/04
-
25/04
-
27/04
-
27/04
-
27/04
-
27/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
28/04
-
maio 2013
01/05
-
01/05
-
01/05
-
01/05
-
01/05
-
04/05
-
04/05
-
04/05
-
04/05
-
04/05
-
04/05
-
04/05
-
04/05
-
05/05
-
05/05
-
05/05
-
05/05
-
05/05
-
05/05
-
07/05
-
08/05
-
11/05
-
12/05
-
12/05
-
12/05
-
12/05
-
12/05
-
12/05
-
12/05
-
12/05
-
18/05
-
18/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
19/05
-
22/05
-
25/05
-
25/05
-
26/05
-
26/05
-
26/05
-
26/05
-
26/05
-
26/05
-
26/05
-
29/05
-
30/05
-
30/05
-
junho 2013
01/06
-
02/06
-
02/06
-
02/06
-
02/06
-
02/06
-
02/06
-
02/06
-
08/06
-
09/06
-
09/06
-
09/06
-
09/06
-
09/06
-
09/06
-
13/06
-
15/06
-
15/06
-
15/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
16/06
-
22/06
-
23/06
-
23/06
-
23/06
-
23/06
-
23/06
-
26/06
-
29/06
-
29/06
-
29/06
-
29/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
30/06
-
julho 2013
02/07
-
06/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
07/07
-
13/07
-
13/07
-
14/07
-
14/07
-
14/07
-
14/07
-
14/07
-
20/07
-
20/07
-
20/07
-
21/07
-
21/07
-
21/07
-
21/07
-
21/07
-
21/07
-
24/07
-
25/07
-
27/07
-
28/07
-
28/07
-
28/07
-
28/07
-
28/07
-
28/07
-
28/07
-
28/07
-
agosto 2013
03/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
04/08
-
10/08
-
11/08
-
11/08
-
11/08
-
11/08
-
11/08
-
11/08
-
11/08
-
11/08
-
17/08
-
17/08
-
17/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
18/08
-
21/08
-
25/08
-
25/08
-
25/08
-
25/08
-
25/08
-
25/08
-
25/08
-
25/08
-
setembro 2013
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
01/09
-
07/09
-
07/09
-
07/09
-
07/09
-
08/09
-
08/09
-
08/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
15/09
-
18/09
-
21/09
-
22/09
-
22/09
-
22/09
-
22/09
-
22/09
-
26/09
-
28/09
-
28/09
-
29/09
-
29/09
-
29/09
-
29/09
-
29/09
-
outubro 2013
05/10
-
05/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
06/10
-
12/10
-
12/10
-
13/10
-
13/10
-
13/10
-
13/10
-
13/10
-
13/10
-
16/10
-
19/10
-
19/10
-
20/10
-
20/10
-
20/10
-
20/10
-
20/10
-
20/10
-
20/10
-
20/10
-
26/10
-
26/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
27/10
-
novembro 2013
03/11
-
03/11
-
03/11
-
03/11
-
03/11
-
03/11
-
09/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
10/11
-
15/11
-
15/11
-
17/11
-
20/11
-
20/11
-
23/11
-
23/11
-
23/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
24/11
-
28/11
-
30/11
-
30/11
-
30/11
-
dezembro 2013
01/12
-
01/12
-
01/12
-
01/12
-
01/12
-
01/12
-
07/12
-
08/12
-
08/12
-
08/12
-
08/12
-
14/12
-
15/12
-
15/12
-
15/12
-
15/12
-
15/12
-
15/12
-
18/12
-
22/12
-
22/12
-
29/12
-
30/12
-